Tuesday, December 22, 2009

Poesia e Amor

Ariops

Já aqui falámos - levemente - do poder da palavra. Ainda não falamos da grandiosidade da poesia.

"Poesia? isso é para maricas pá". *splat*. Deixem de ser equiláteros. A sensibilidade poética, inteligência e audácia são características ímpares que diferenciam os Homens a sério do povinho.

Fazer amor é - em essência - escrever um poema, é um desenho lançado ao vazio, esculpido com os dedos que lavram o sentir. É fazer dos rugidos eufemismos, sussurrar hipérboles de prazer em anáforas exíguas do tempo sem fim.

O texto seguinte foi escrito e enviado a uma Mulher, numa situação e relação real. Este poema "funcionou". Vejamos:


"Imperturbável.

Aqui, numa casa de banho de qualidade superior,
passam ventos e marés de pensamentos e bidés,
o trabalho que lá em cima está por fazer
o tempo a passar, a vida por viver.
Caiem as fezes, marca-se o fim.
Elas fazem *chlop* na água
E a água salpica-se em mim
E eu, imperturbável,


Penso em Ti."


Eis-nos chegados ao primeiro momento de avaliação de conhecimentos:

Porque é que este poema - de índole escatológica e nada apelativa, sem métrica ou rima dignas desse nome - é uma boa abordagem?

Alvíssaras a quem responder certo.

"All bad poetry springs from genuine feeling" - Oscar Wilde ...

8 comments:

  1. Acho questionavel a abordagem, no entanto dentro do enquadramento proprio acredito que possa transmitir uma mensagem propria para a ocasiao ou para as pessoas em questao.

    ReplyDelete
  2. eu acharia piada ao homem em questão.. talvez lhe chamasse porco mas dá para perceber que por detrás desta mistura de palavras 'grossas' e 'finas' há sensibilidade - coisa que os homens raramente demonstram.

    ReplyDelete
  3. Está a brincar Coach?
    Um homem que até na casa de banho arranja tempo para pensar em nós e ainda nos faz rir, enquanto ele mesmo faz um esforço por colocar em prática a rima?

    O que há para não gostar?
    :)

    ReplyDelete
  4. Eu cá, parafraseando, um verso de um poema constante de uma magnífica colectânea de poesia erótica e satírica que me foi ofertada por meu excelso pai, responder-lhe-ia:

    Muito bem, meu querido! "Cu que não fala, é cu sem opinião".

    ReplyDelete
  5. Eu cá levo sempre o Livro do Desassossego comigo quando vou defecar.
    Quando defeco tenho os sentidos tão alerta, que levar um livro de menor valor seria uma grave perda de tempo útil de vida.
    E se escrevesse enquanto defeco, escreveria certamente para a pessoa mais valiosa do mundo!

    ReplyDelete
  6. Que é feito do Coach? Um optimo 2010, um beijinho.

    ReplyDelete
  7. Adoro o blog !
    Passa no meu cantinho - http://rodrigobadromance.blogspot.com/ - e deixa um comentário , fico a espera

    Abraço , McFunny

    ReplyDelete
  8. A mente das mulheres é mais suja do que os homens imaginam. E elas querem que eles saibam disso.

    ReplyDelete

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...